Profissionais da APAE Batatais orientam sobre violência contra pessoas idosas



Idosos seguem em isolamento devido à pandemia da COVID-19.
 

O Brasil tem mais de 28 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, número que representa 13% da população do país. No Estado de São Paulo, cerca de 5,6 milhões de pessoas são idosas, segundo dados da Fundação Sistema Estadual de Análises de Dados (Fundação SEADE). Em Batatais, esse número passa de 7800 pessoas, de acordo com informações do último Censo Demográfico do IBGE (2010).

Há três meses, essas pessoas idosas, consideradas como um dos grupos de risco para a COVID 19, estão em suas casas e, muitas delas, expostas a uma triste realidade: a violência. E foi com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre as diversas formas de violência que os idosos podem vivenciar, que foi instituído, em 2016, o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, lembrado na próxima segunda-feira, 15.

Segundo a terapeuta ocupacional da APAE Batatais, Luana Rodrigues, a violência contra as pessoas idosas se dá de diferentes maneiras, em especial, na forma de violência física, psicológica e a negligência. “Também são considerados abusos a exploração material ou financeira e o abandono”, reforça.

Em geral, a violência contra a pessoa idosa acontece no âmbito familiar, por meio de situações que causam angústia e sofrimento. Para a terapeuta, entre os fatores que contribuem para a ocorrência de maus tratos estão a dependência em todas as suas formas (física, mental, afetiva, socioeconômica); despreparo no convívio com as dificuldades próprias do envelhecimento – como doenças degenerativas que atingem os idosos; a inversão de papéis, onde os filhos se deparam com a necessidade de cuidar dos pais; entre outras circunstâncias.

Luana explica que o isolamento social certamente tem contribuído para o aumento dos casos de violência, porém, de forma silenciosa. “Ocorre que, muitas vezes, esses números não aparecem nas denúncias, isso acaba sendo silenciado, pois o idoso ainda que em meio a situações de sofrimento, tende a proteger seus agressores, pelo fato de serem pessoas próximas”, afirma.

A profissional orienta ainda que todas as pessoas devem ficar atentas aos sinas de violência contra a pessoa idosa. “Devemos sempre observar os sinais de alerta como hematomas na pele, olhos roxos, ferimentos inexplicados; perda de peso e sinais de desnutrição; aparência de descuido; sinais de sonolência excessiva por uso de medicamentos sedativos; alterações de comportamento repentinas, confusão mental; sinais de depressão ou de ansiedade”.

Nestes casos, a terapeuta ocupacional recomenda a denúncia imediata, que pode ser feita pelo Disque 100 – Direitos Humanos, que funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular).

Idosos do Centro Dia da APAE Batatais seguem afastados e realizando atividades remotas

O Centro Dia do Idoso da APAE Batatais atende, atualmente, 32 pessoas idosas e suas famílias, sendo que três pessoas aguardam por avaliação para serem inseridas no programa. O serviço tem como objetivo promover a autonomia, a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida dos atendidos.

“Aqui as pessoas recebem cuidados diários e apoio para realização de atividades de autocuidado, como alimentação, higiene e cuidados pessoais – sempre de modo individualizado – buscando a manutenção de habilidades remanescentes e amenizando a sobrecarga na tarefa do cuidar”, explica a coordenadora da área de assistência social, Fernanda Girardi.

Em tempos de pandemia e isolamento social, a coordenadora conta que o acompanhamento aos idosos tem sido realizado por meio do teleatendimento; visitas e atendimento domiciliar; atendimentos presenciais; e por meio da elaboração e entrega de materiais, com sugestões de atividades, para serem realizadas em casa. Além disso, às famílias com demanda alimentar estão sendo ofertadas cestas básicas com verduras, legumes e frutas.

Segundo a assistente social, uma resolução da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo (SEDS-12), de maio de 2020, prorrogou a suspensão de todas as atividades dos Centros Dia, do Estado, por mais 60 dias.

 

SAIBA COMO AJUDAR:


DOAÇÃO FAÇA MAIS

GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE A APAE BATATAIS ?
LIGUE PARA GENTE: (16) 3661-6000

Facebook APAE Batatais Twitter APAE Batatais Twitter APAE Batatais Twitter APAE Batatais

© Copyright 2018 APAE Batatais - Todos os direitos reservados