APAE Batatais readequa serviços de Assistência Social aos seus usuários


A APAE Batatais inicia 2019 com uma readequação em seus atendimentos na área de Assistência Social. A mudança foi motivada pela previsão orçamentária para o ano de 2019 e afetará, diretamente, 120 pessoas com deficiência assistidas pela instituição e suas famílias. É a primeira vez, na história, que a entidade reduz um serviço essencial.

De acordo com informações da entidade, o panorama é desafiador. Até o momento, existe uma publicação do governo federal que indica 57% de cortes no Serviço de Atendimento às Pessoas com Deficiências, Idosos e Suas Famílias, porém ainda sem definição. Os governos estadual e municipal, por sua vez, ainda não se manifestaram sobre como repassarão os recursos da pasta neste ano.

A redução na prestação do serviço e dispensa de colaboradores foram as saídas encontradas pela APAE Batatais para se adequar ao novo cenário. Os usuários que, até 2018 permaneciam em período integral, cinco dias por semana, passarão a frenquentar a instituição de duas a três vezes, de acordo com o grau de dependência e vulnerabilidade das famílias atendidas.

Segundo a coordenadora interina de Assistência Social da APAE, Natália Batista, a entidade buscou por soluções que pudessem minimizar os prejuízos nos atendimentos. “Reformulamos o modo de atender. Aliamos essa redução a uma demanda crescente da instituição de fortalecimento das famílias e autonomia da pessoa com deficiência. Por isso, nosso plano é a ampliação do atendimento domiciliar”, explica.

Natália esclarece que as famílias estão sendo informadas sobre a necessidade dos cortes e das mudanças. Também estão sendo avaliados os impactos que as modificações terão no dia a dia de cada lar. “Muitos já estão se organizando para uma maior permanência da pessoa com deficiência em casa. Alguns familiares trabalham e ainda não têm uma solução para a situação. Já outros estão se organizando na busca pela garantia de seus direitos”, afirma.

Os profissionais também estão sendo orientados para atuar nesta nova realidade. “Os colaboradores precisam entender que o fato de não estarmos com o usuário aqui [APAE] todos os dias, o tempo todo, não significa que ele não está sendo atendido, acompanhado. São caminhos diferentes, precisamos nos adequar”, pondera Natália.

Verbas  Os atendimentos da área de Assistência Social são mantidos por meio de repasses públicos e com recursos próprios, uma vez que os valores não cobrem a totalidade dos custos dos serviços prestados. Até o ano de 2018, a APAE recebeu mensalmente do governo federal o montante de R$ 14.175,00. O valor mensal repassado pela esfera estadual foi de R$ 23.553,26. Já o município – que atualmente está com o pagamento de seis parcelas em atraso – é responsável pelo repasse de R$ 9.075 mensais.

De acordo com a coordenadora administrativa da APAE Batatais, Rose Pegorin, o montante devido pela prefeitura já soma R$ 54.450. “Os déficits anteriores da assistência social mais a incerteza nos contratos governamentais em todas as esferas públicas nos levaram a esta redução nos serviços. Há muito tempo a instituição vem cobrindo os déficits sucessivos da área por meio das parcerias privadas, sendo que no ano de 2018 a comunidade batataense e parceiros de outros municípios investiram mais de R$ 370 mil somente nesta área, entretanto, ainda assim, os valores são insuficientes”, conclui Rose.

 

SAIBA COMO AJUDAR:


DOAÇÃO FAÇA MAIS

GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE A APAE BATATAIS ?
LIGUE PARA GENTE: (16) 3661-6000

Facebook APAE Batatais Twitter APAE Batatais Twitter APAE Batatais Twitter APAE Batatais

© Copyright 2018 APAE Batatais - Todos os direitos reservados